‘Os Verdes Anos’ – Análise da Imagem

Análise da Imagem da Penúltima Cena

A penúltima cena da longa-metragem e inicia-se ao minuto 1:21:05, acaba ao minuto 1:22:58, e é composta por 20 planos e 8 movimentos de câmara.

1.PNG

A cena inicia-se quando a patroa de Ilda entra no hall de entrada do apartamento onde vive. Neste plano é visível o reflexo da personagem no espelho, no qual está presente um candeeiro, conferindo uma fonte de luz artificial ao décor, sendo a única fonte de luz visível, pelo espectador, na cena; uma peça de porcelana; um quadro e uma estátua de um soldado armado, esta estátua está dotada de valor simbólico uma vez que a ação que se segue é o assassinato de Ilda, cometido por Júlio.

Ao nível do enquadramento existe profundidade espacial proporcionada pelo reflexo da patroa no espelho. O plano é equilibrado, uma vez que o número de elementos presentes do lado esquerdo é próximo do número de elementos do lado direito. É visível o isolamento do quadro presente no canto superior esquerdo, pois todos os outros têm um elo de ligação que é o espelho e o móvel.

2.PNG

Através de uma panorâmica horizontal para a esquerda, é apresentado um plano médio da patroa a dirigir-se à porta do hall. Ao nível do peso, o plano não é tão equilibrado, uma vez que, do lado esquerdo do plano estão presentes dois elementos, a patroa e a porta, do lado direito um quadro numa parede branca.

É neste elemento que se vê pela primeira vez a porta de vidro da sala, esta que tem um papel importante na cena.

3.PNG

No momento em que ouve a campainha, a patroa dirige-se à porta de entrada, uma panorâmica horizontal para direita apresenta mais uma vez o espaço, sendo novamente visível o reflexo da patroa no espelho; este plano é relativamente equilibrado, a patroa encontra-se no centro do plano, havendo um número aproximado de elementos do lado esquerdo e do lado direito do plano.

Um plano médio apresenta Júlio na porta de entrada. Neste plano há duas fontes de luz, uma proveniente do interior do prédio, sendo uma luz alta e dispersa, e a segunda fonte de luz é a do interior do hall de entrada do apartamento.

4.PNG

Neste momento dá-se o primeiro corte na imagem, e é apresentado um plano conjunto de Júlio e a patroa. Júlio encontra-se de costas em primeiro plano, e a patroa de frente em segundo plano. É importante referir a presença simbólica da porta em terceiro plano, que se destaca ao longo da cena.

A luz é mais focalizada na patroa e nos elementos em terceiro plano. A nível de peso, o plano é equilibrado.

5.PNG

Plano aproximado de peito de Júlio, na porta de entrada. Em relação ao primeiro enquadramento de Júlio, é visível que ocorre uma rotação igual ou superior a 30º em relação ao enquadramento anterior, sendo percetível uma efetiva mudança do ponto de vista.

6.PNG

Um corte apresenta um plano aproximado de peito da patroa, que se encontra de frente para a linha de ação, sendo visível, mais uma vez, o seu reflexo no espelho. Neste plano percebe-se a existência de uma fonte de luz alta e dispersa, que ilumina a personagem.

7

Ocorre uma panorâmica horizontal para a esquerda, através do qual a patroa se dirige à porta. Há uma evidente distribuição de peso neste plano pelos três elementos que o constituem. Note que atrás da porta de vidro é visível a presença de Ilda, esta personagem é apresentada pela primeira vez ao espectador, nesta cena.

8.PNG

Neste plano conjunto, é visível que a patroa está ligeiramente de costas para a câmara, e Ilda de frente para a linha de ação, ocorre uma forte troca de olhares entre Ilda e a patroa, e com receio, Ilda dirige-se a Júlio.

Há um jogo de sombras, causado pela iluminação do candeeiro que se encontra na mesa. A nível de peso, o plano é equilibrado.

9

Ilda sai do plano e a patroa mantém-se dentro do campo, num plano médio.

10.PNG

Ocorre um corte na imagem e é apresentado um plano conjunto de Ilda e Júlio, é notável uma vez mais o reflexo de Ilda no espelho, este que tem um valor simbólico ao longo de todo o filme. Este plano é bastante complexo, devido ao elevado número de elementos que compõem e ao seu valor na cena, uma vez que é o primeiro plano conjunto de Ilda e Júlio. Note o isolamento de Júlio, uma vez que o numero de elementos presente no lado esquerdo é superior ao numero de elementos do lado direito, tal é simbólico, uma vez que o ato cometido pela personagem remete para um comportamento neurótico causado pela distancia que a personagem sente em relação ao meio e às pessoas que o rodeiam.

11.PNG

Plano aproximado de peito de Ilda, no qual é percetível uma terceira fonte de luz focalizada na personagem, devido à sombra causada na parede. Segue-se uma panorâmica horizontal para a esquerda, no qual Ilda olha para a patroa, surge um novo plano médio, com o mesmo enquadramento do anterior da patroa e esta entra dentro da porta.

12.PNG

É neste plano picado que a câmara muda pela primeira vez de lugar e ‘espaço’, apesar de a ação continuar a decorrer na mesma divisão do décor. Este plano é peculiar, uma vez que é picado, e confere inferioridade à patroa, que apesar de estar presente não tem como evitar a tragédia que se segue. Esta encontra-se em primeiro plano e em último plano, estão presentes Júlio e Ilda, estando, deste modo, isolados dos restantes elementos que preenchem o plano, tal é simbólico face ao ato trágico que se segue.

13.PNG

Após a patroa sair de campo, ocorre um movimento ótico zoom in, e o plano pormenor da janela completa o som da morte de Ilda. Este plano é simbolicamente magnífico, uma vez que não é visível o ato do assassinato de Ilda mas sim o vidro de uma porta, vidro que tem uma simbologia forte ao longo de todo o filme. Na minha opinião, este é o plano mais fascinante de toda a cena, e um dos que mais me fascinou em todo o filme, devido à sua simplicidade visual e à sua complexidade simbólica, penso que o facto de não ser visível o assassinato de Ilda, mas sim audível, e um vidro translucido completar a imagem é de um notável gosto estético por parte do realizador.

14

Este plano apresenta a fuga de Júlio do local de crime. Um plano americano de Júlio completado por um travelling para trás é repetido três vezes conforme a personagem desce três andares do prédio. O jogo de luz é interessante, pois muda ao longo dos três planos conforme a personagem se encontra num novo piso. Mais uma vez o vidro está presente nesta cena.

15.PNG

16.PNG

O penúltimo plano desta cena, consiste num plano conjunto picado da patroa e de Ilda, às portas da morte, no chão. A luz neste plano é captada de uma forma interessante, as duas personagens são iluminadas uniformemente, porem um foco de luz ilumina a faca com que Júlio mata Ilda, que se encontra no chão.

17.PNG

O último plano é um grande plano de Ilda, a luz aqui é focalizada uma vez que o lado direito da sua cara se encontra mais iluminado que o lado esquerdo. É através deste plano que é visível ao espectador a morte da protagonista. O último plano é um grande plano de Ilda, a luz aqui é focalizada uma vez que o lado direito da sua cara se encontra mais iluminado que o lado esquerdo. É através deste plano que é visível ao espectador a morte da protagonista.

Os vidros da porta e o espelho confirmam uma vez a sua importância simbólica na longa-metragem, estes que representam as barreiras invisíveis numa cidade opressiva.

De facto, este filme destaca-se pelo realismo documental com que apresenta Lisboa da década de 60, e assim apresenta também uma nova linguagem cinematográfica portuguesa. Teve um papel importante enquanto pioneiro da representação portuguesa em festivais de cinema internacionais, chamou a atenção dos críticos, de outros cineastas e tornou-se uma referência cinematográfica de muitos jovens realizadores.

Porto, Janeiro 2016

Luís Barros Rodrigues

Published by luisbarrosrodrigues

Born in Viseu, Portugal in 1996. Luís started his journy in the art world in Porto, where he studied a Bachelor of Arts in Cinema, from 2014 to 2017. In 2016 he studied at the Bulgarian National Academy for Theater and Film Arts as an exchange student. Currently lives in Spain, where he studies a master in Executive Production. He's a Filmmaker and Artist.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s